Teste Papanicolau em meio líquido

O teste de Papanicolau em meio líquido reduz significativamente, de 43% a 81%, o número de amostras insatisfatórias em relação ao exame convencional de Papanicolau, diminuindo a necessidade de repetição do exame.

  • Em média, 37% do material celular se perde quando o dispositivo de coleta é descartado. Atualmente, trabalhamos com o único teste de citologia em meio líquido aprovado pelo FDA capaz de garantir que 100% da amostra coletada seja enviada ao laboratório para processamento. Durante a transferência da amostra, não há perda de células de interesse diagnóstico.
  • 2/3 dos resultados falso-negativos do Papanicolau ocorrem porque as células não foram coletadas corretamente pelos dispositivos utilizados ou porque as células coletadas não foram transferidas para a lâmina.
  • As amostras de colo uterino podem ser coletadas com dispositivos semelhantes a escovas ou uma combinação de escova e espátula com cabeças destacáveis.

Como funciona?

COLETA

Neste método, 100% da amostra cérvico-vaginal é imediatamente transferida para um frasco contendo uma solução conservante a qual, além das células, conserva também o DNA, o RNA e as proteínas, permitindo a realização de testes adjuntos. O ginecologista não prepara mais a lâmina no consultório, como no método convencional, no qual as células coletadas são colocadas diretamente em uma lâmina. Assim, a qualidade da lâmina e a representatividade do material colhido são melhores no sistema líquido.

PREPARO AUTOMATIZADO – PADRONIZAÇÃO E PRODUTIVIDADE

Chegando ao laboratório, as amostras em base líquida são processadas nos equipamentos apropriados, que preparam e coram as lâminas de modo automatizado

Em uma das etapas, chamada de enriquecimento celular, todos os interferentes (sangue, muco, células inflamatórias) são eliminados da amostra.  Ao final do processo, tem-se uma lâmina com a amostra disposta numa camada fina, limpa e com apenas 13mm de diâmetro. Tudo isso garante os seguintes benefícios:

  • Resultados mais seguros.
  • Tempo de rastreamento e de obtenção de resultados reduzidos.
  • Mais clareza na visualização e interpretação de células de importância diagnóstica.

Portanto, pode-se afirmar que a citologia em base líquida é um aprimoramento do Papanicolau, tendo sido implementada em praticamente 100% das rotinas de países como EUA e Inglaterra, e ganhando cada vez mais importância em diversos países da Europa e da Ásia.