Doença Falciforme

O sangue é formado pelo plasma (parte líquida do sangue que contém diversas substâncias), hemácias (glóbulos vermelhos), leucócitos (glóbulos brancos) e plaquetas (fragmentos celulares).

A Doença Falciforme é causada pela presença de uma Hemoglobina anômala, a Hemoglobina S nos glóbulos vermelhos.

A anemia se caracteriza pela redução na quantidade de hemácias na circulação sanguínea.

Existem 3 razões para que isso aconteça:

  • A medula óssea está doente e com pouca capacidade de gerar hemácias novas.
  • Alguma doença está provocando a destruição precoce das hemácias circulantes no sangue, antes dos 120 dias habituais de vida.
  • O paciente está perdendo hemácias de forma rápida devido a sangramento em algum ponto do corpo.

A leucemia, que é um tipo de câncer do sangue, é provocada pela produção exagerada de leucócitos. A medula óssea doente passa a produzir leucócitos defeituosos e de forma descontrolada.

Listamos abaixo as dúvidas mais comuns referentes ao tema.

A anemia pode virar leucemia?

A anemia não vira leucemia. Mesmo que anemia não seja tratada adequadamente, não há nenhum risco de ela virar leucemia nem a curto nem a longo prazo.
Obs.: Mas o contrário pode ocorrer. Pacientes com leucemia não só podem, como frequentemente desenvolvem um quadro de anemia.

A anemia é um sinal de má alimentação?

Existem outros fatores que podem levar à doença. Um exemplo é a anemia falciforme, condição hereditária em que o corpo produz um tipo diferente de hemoglobina que prejudica o transporte de oxigênio pelo sangue. Ainda assim, a má alimentação é a principal causa de Anemia em crianças. Em adultos, ela raramente é causada por fatores alimentares, sendo, muitas vezes, sinal de inflamação, doença dos rins, infecção, câncer, gastrite ou sangramento.

A diabetes pode causar anemia?

Um dos possíveis problemas ocasionados pela diabetes é o comprometimento da função renal e aparecimento de um quadro de anemia.

A leucemia é mais comum em crianças do que em adultos?

Apesar de ser o tipo de câncer mais comum em crianças, a maior incidência da leucemia é entre adultos. Quanto maior a idade, maior o risco de desenvolver a doença. Com exceção da leucemia linfoide aguda, que é o tipo mais comum em crianças.

O diagnóstico precoce da leucemia aumenta as chances de cura?

Quando detectado no início, o câncer chega a ter 80% de chances de cura. Mas, para isso, é preciso ficar atento aos sintomas, que podem ser confundidos com outras doenças.
São eles:

  • Febre acima de 38 graus
  • Dor nos ossos ou articulações
  • Hematomas, pontos vermelhos na pele e/ou sangramentos inexplicados
  • Anemia
  • Cansaço frequente e perda de peso sem razão aparente
  • Ínguas no pescoço, axilas ou virilha
  • Infecções frequentes, como candidíase ou infecção urinária.

A suspeita da doença pode ser confirmada por meio de exames de sangue e análise da medula óssea, também realizada para saber se a leucemia está respondendo ao tratamento.

Doença Falciforme “pega”?

A Doença Falciforme é uma doença hereditária, não contagiosa. A criança já pode manifestar a doença desde o nascimento com icterícia (pele e olhos amarelos) e anemia.

A Doença Falciforme é diagnosticada no teste do pezinho?

A Doença Falciforme é uma das doenças pesquisadas no teste do pezinho! Seu diagnóstico, ainda no primeiro mês de vida, ajuda a iniciar o tratamento precoce e minimizar o risco de complicações.

Existem vários tipos de Doença Falciforme?

Exato. Existe Doença Falciforme – SS, SC, SD, S Beta Talassemia. A forma SS costuma evoluir com maior gravidade e mais complicações.

Traço falcêmico é doença?

O traço falcêmico não é doença! A pessoa com traço não precisa de acompanhamento específico. Porém deve ser orientado sobre o risco de ter filhos com Doença Falciforme caso duas pessoas com traço se relacionem.

Pessoa com Doença Falciforme precisa receber transfusão de sangue?

Na Doença Falciforme é muito comum precisar de transfusão de sangue. Para não faltar sangue para ninguém que precisa, devemos manter os bancos de sangue abastecidos com doações.